Blog

MANUTENÇÃO DE GUINDASTES: QUAL FREQUÊNCIA DEVO FAZER?

MANUTENÇÃO DE GUINDASTES: QUAL FREQUÊNCIA DEVO FAZER?
O guindaste é um equipamento que atende as áreas industriais e de construção civil para içamento de cargas com capacidade a partir de 25 toneladas. Também é utilizado para movimentação de materiais pesados em depósitos, montagem de estruturas metálicas e de grandes cargas em terrenos acidentados ou de difícil acesso, sempre com agilidade, praticidade e precisão.

Existem vários tipos de guindastes, dentre eles os de ponte tradicionais, que se movimentam de um lado para o outro sobre uma ponte que atravessa toda a largura da área de trabalho e os de lança, que são geralmente autônomos, para utilização ao ar livre e impulsionados por motores diesel. Eles podem transitar em vias públicas e ser operados em obras urbanas, sempre oferecendo economia de gastos com manutenções.

Como proceder com a manutenção Preventiva

A manutenção do guindaste já começa pela prevenção. A melhor maneira de evitar reparos no equipamento, é mantendo o operador treinado e preparado. Além disso, o equipamento deve passar constantemente por avaliação para garantir excelentes condições, seguindo todas as recomendações do fabricante. É preciso ainda seguir as normas técnicas: a norte-americana ASME B-30 e a ISO 9927:1, elaboradas pelos fabricantes, usuários e órgãos reguladores internacionais.

Para que o equipamento seja seguro para o uso, indica-se que a equipe de manutenção utilize um histórico de todas as inspeções e manutenções. Recomenda-se também inspeção diária, antes do guindaste seguir para operação. É preciso checar o nível do óleo do motor e do óleo hidráulico, da água do radiador e dos níveis de óleo dos redutores de elevação.

No caso dos guindastes móveis, checar o nível de óleo (diesel e da transmissão) e os mecanismos de manuseio da carga (de elevação e de giro). Para os guindastes treliçados, checar a estrutura da lança, o ponto de fixação do cabo do moitão, a lubrificação e os componentes de desgaste.

O local de operação da máquina deve ser verificado, pois precisa ter 360 graus livres. Não pode haver obstrução mecânica no equipamento e os freios devem estar em excelentes condições.


Corretivas

As manutenções corretivas podem ser mais delicadas, envolvendo a estrutura do guindaste e, por isso, devem ser realizadas em oficinas. Os componentes devem ser protegidos e limpos antes da desmontagem do equipamento. E o motor deve ser desligado e as baterias retiradas antes de fazer a manutenção nos sistemas elétricos.

As estruturas soldadas dos elementos estruturais dos guindastes devem ser checadas com frequência, pois podem sofrer rachaduras com alto risco à operação. Por isso, a soldagem é uma manutenção corretiva. Os manuais e normas devem ser seguidos para não prejudicar a estrutura do equipamento. Lembrando da recomendação de desligar todo o sistema elétrico, a chave geral ou a bateria.

Os cabos de aço devem passar por inspeções periódicas. Na verificação diária para identificar corrosão, fios rompidos, distorcidos, esmagados e desgastados, principalmente nos pontos de tensão e no contato com as conexões e as polias. Para que tenham mais vida útil, deve-se evitar a liberação da carga de forma brusca e rápida.

A lubrificação dos cabos de aço é muito importante para reduzir o atrito interno e evitar a corrosão. O cabo deve ser limpo antes com uma escova de aço rígida e solvente, ar comprimido ou vapor. A lubrificação deve ser efetuada ainda nos componentes do motor, da transmissão, lança, suspensão e mesa de giro. Na lubrificação, outros itens que merecem atenção são os cilindros hidráulicos.

Check-list para inspeção e manutenção de guindastes

Embreagem
Bomba hidráulica
Mangueira hidráulica com proteção de plástico
Filtro de óleo
Recorte da plataforma de giro
Cabos
Óleo no motor
Estrutura do chassi
Folga de correia
Roda dentada da plataforma de giro
Eixo do câmbio
Turbo compressor
Cabo e ponta da lança
Estrutura do chassi

A utilização do guindaste exige mão de obra especializada e o suporte de uma empresa que entenda de transporte de cargas. 

Fonte: https://www.grupowrlocacoes.com.br/blog/artigos/manutencao-de-guindaste-o-que-e-e-em-qual-frequencia-devo-fazer/
MANUTENÇÃO DE GUINDASTES: QUAL FREQUÊNCIA DEVO FAZER?

MANUTENÇÃO DE GUINDASTES: QUAL FREQUÊNCIA DEVO FAZER?

O guindaste é um equipamento que atende as áreas industriais e de construção civil para içamento de cargas com capacidade a partir de 25 toneladas. Também é utilizado para movimentação de materiais pesados em depósitos, montagem de estruturas metálicas e de grandes cargas em terrenos acidentados ou de difícil acesso, sempre com agilidad...

Abrir Tópico >

Dicas de Como Conduzir um Caminhão Munck com Segurança

Dicas de Como Conduzir um Caminhão Munck com Segurança

O caminhão munck é uma máquina pesada, onde se trabalha levantando cargas de pesos muito elevados.  Por isso, qualquer descuido pode acontecer algum acidente. “São apenas algumas alavancas, é fácil manusear.” É nessa inocência, sem possuir segurança em alguma operação, que uma fatalidade pode acontecer. Primeiramente, ...

Abrir Tópico >